A Adyen, empresa global de pagamentos multicanal, anuncia nesta quinta-feira (14), que processou US$ 50 bilhões em  transações globais em 2015, superando em US$ 25 bilhões o ano anterior. A receita global alcançou US$ 350 milhões, com crescimento superior a 100% em relação a 2014. No Brasil, o aumento foi de 120% no volume de transações de janeiro a dezembro de 2015, o que revela a tração do crescimento da empresa também localmente.

A empresa, que vem ganhando um forte espaço no mundo, colabora para o desenvolvimento e inovação no setor de e-commerce, uma vez que revoluciona a experiência de pagamentos online, tanto do ponto de vista do consumidor como do lojista. No mercado brasileiro, a Adyen alavancou seu crescimento a partir de acordos firmados com grandes players de diversos segmentos, como Azul Linhas Aéreas, 99 Táxis e Cia Hering, entre outros, que fazem com que a empresa opere hoje para cinco dos maiores varejistas online do país. O crescimento da companhia supera significativamente a média do próprio setor de e-commerce nacional, que segundo projeções da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), deverá contabilizar aumento de 22% se comparado ao ano de 2014.

Apenas no setor de companhias aéreas, a Adyen conquistou dez novos clientes, como as mexicanas Aeroméxico e Volaris, e a Azul Linhas Aéreas, no Brasil. Segundo a empresa, “A Adyen tem uma plataforma muito eficiente e inovadora. Não tem nenhuma barreira em relação a tecnologia que utilizamos e foi capaz de nos oferecer em uma integração simples e rápida conexões com dois sistemas de reserva distintos”, afirma o diretor de TI da Azul Linhas Aéreas, Kleber Linhares. Globalmente, a Adyen ainda atingiu marcos importantes e de enorme potencial para o mercado de e-commerce:

• Novos escritórios em Sydney e Xangai.
• Novos clientes de e-commerce digital, incluindo SurveyMonkey, Netflix, Eventbrite, e Dropbox; e novos clientes de varejo, entre eles Burton, Gant, Etam, e Celio.
• Marcas globais do segmento de moda passaram a utilizar a plataforma de vendas e pagamentos omnichannel da companhia em suas lojas em toda a Europa.
• O lançamento do RevenueProtect, solução integrada de gestão de riscos, e da Adyen MarketPay, plataforma para pagamentos de marketplaces.

Outros indicadores de crescimento:

• Expansão da funcionalidade de ponto de venda para os EUA. Com isso, agora as empresas do mercado americano podem aceitar e gerenciar seus pagamentos online, mobile e em ponto de venda com uma única solução compatível em EMV (padrão global para cartões de crédito e débito baseado na tecnologia de cartão com chip). Seguindo este lançamento, a Austrália será o próximo mercado que se beneficiará dos recursos omnichannel da Adyen em 2016.
• Novos métodos de pagamento, incluindo Android Pay, Samsung Pay, Apple Pay (no Reino Unido, Austrália e Canadá), Bancontact / Mister Cash (Bélgica), e uma variedade de bancos online e lojas de conveniência/ATM com opções de entrega em todo o Sudeste da Ásia, como Mandiri ClickPay, Gcash e Maybank2u, complementando a cobertura já existente em mais de 250 métodos de pagamento global.

A Adyen tem sido rentável desde 2011, e seu rápido crescimento e enorme potencial no mercado de e-commerce para pagamentos online e global têm atraído investimentos de todo o mundo. Mais recentemente, a Adyen foi avaliada em US$ 2,3 bilhões, após o aporte realizado pela Iconiq Capital, e da rodada de investimento no valor de US$ 250 milhões, realizada em dezembro de 2014 pelas empresas General Atlantic, Felicis Ventures, Temasek, e Index Ventures.

“Em um mundo onde o comércio é global e os compradores esperam a mesma experiência em todos os pontos de vendas em qualquer lugar do mundo, a capacidade da Adyen em processar transações online e também no meio físico em uma mesma plataforma coloca a empresa em uma posição completamente única”, disse Pieter van der Does, CEO da Adyen.

Fabio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *