O mundo digital é composto por inúmeras ferramentas relacionadas ao diagnóstico e estudo da situação dos projetos online em andamento. Uma delas é a chamada análise heurística de usabilidade, a qual vem sendo cada vez mais utilizada nesse mercado.

Depositphotos.com/ml12nan A análise heurística tem como objetivo detectar a ocorrência de problemas no desenvolvimento de uma interface.

Essa ferramenta é utilizada para analisar e testar uma determinada interface com o objetivo de detectar a ocorrência de problemas em seu desenvolvimento. Ela é adequada para projetos que já foram desenvolvidos ou estão em processo de reorganização. Também é indicado usá-la quando não houver tempo hábil ou não for plausível realizar testes práticos com os usuários do site, por exemplo.

O responsável por executá-las é o especialista em usabilidade, embora os profissionais de SEO possam ter esse conhecimento.

Os pontos positivos da análise heurística de usabilidade são vários. O principal é a possibilidade de prevenir erros que possam ocorrer nos sites, o que não degredará a imagem da empresa que o site representa.

Entretanto, para alcançar os objetivos desejados, algumas informações devem ser passadas de forma precisa e completa ao profissional que desenvolverá a análise. O primeiro é um protótipo do aplicativo; o segundo o perfil detalhado do usuário como suas preferências e expectativas do site e o terceiro é mencionar as atividades mais executadas no aplicativo pelo usuário.

Feito isso a análise já pode ser iniciada. É importante que seja feito um relatório indicando os erros que foram encontrados, especificando, se possível, sua gravidade, pois em alguns casos, quando o orçamento é limitado, algumas empresas decidem priorizar os mais intensos.

É importante deixar claro que existem vários tipos de heurísticas. Uma delas é a chamada “controle e liberdade do usuário” que diz respeito à possibilidade de desfazer uma ação, o que é muito importante, uma vez que caso o usuário erre no preenchimento de alguns dados referentes a uma inscrição, por exemplo, seja possível retornar e modificá-los.

Outro tipo é a chamada “prevenção de erros” a qual pode se encaixar no exemplo dado a cima. Para o usuário não errar no preenchimento de seus dados é interessante restringir o campo ou aplicar máscaras marginais nele, impedindo que falte algum elemento ou seja colocado um a mais.

Logo, a análise heurística de usabilidade é muito útil, porém, só será eficiente se realizada de forma precisa e detalhada.

Uma dica para você que quer aprender mais sobre análise e diagnóstico de projetos online é fazer nosso curso de SEO porque através dele você conhecerá as melhores técnicas de monitoramento e otimização.

Internet Innovation

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *