Esqueça aquele ditado de que fazemos parte da Geração Y. Duas pesquisas realizadas pelas empresas Nielsen e Forrester revelam: estamos na Geração Mobile. Isso porque o celular se tornou um acessório de uso contínuo no dia a dia, seja para fazer ligações, mandar e-mails, tirar fotos ou acessar a internet, por exemplo.

O estudo da Nielsen aponta que 62% dos usuários de telefonia móvel dos Estados Unidos entre 25 e 34 anos já possuem os próprios smartphones. A penetração da tecnologia entre usuários de 18 a 24 e 35 a 44 anos é de 54%.

Enquanto isso, a pesquisa da Forrester revela que pessoas com menos de 22 anos acessam a internet de qualquer lugar, seja de onde estiverem. Aqueles com idades entre 21 e 31 anos fazem uso da web através de seus smartphones.

Outra informação da Forrester é a de que os adolescentes estão adotando cada vez mais o uso da web por dispositivos móveis, mas com uma certa limitação. O problema é que, como grande parte dos celulares inteligentes tendem a ser mais caros (incluindo planos de assinatura), muitos pais se recusam a desembolsar grandes quantias nos aparelhos para os filhos. Independentemente disso, o estudo afirma que já vivemos na Geração Mobile.

Os resultados de ambas as empresas mostram que pessoas entre 20 e 30 anos são um alvo importante para os fabricantes de dispositivos móveis e desenvolvedores de aplicativos. Já os adolescentes e usuários com mais de 30 anos, por algum motivo, não recebem o mesmo investimento das produtoras, talvez pela pouca experiência com aparelhos portáteis.

Pessoas mais velhas tiveram nota baixa na adoção de smartphones. Mas a Nielsen aponta que aqueles entre 55 e 64 anos são o segundo grupo que mais cresce nesse tipo de mercado. Estima-se que esses usuários saltem dos 5% para os 30% no próximo trimestre.

 

Artigo retirado do:  Olhar Digital

Internet Innovation

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *