Com o crescimento do consumo no comércio eletrônico e os custos cada vez mais acessíveis para a criação de lojas nesta plataforma, o e-commerce se tornou a grande aposta do setor. Praticamente todos os grandes magazines do Brasil e do mundo estão presentes na web, utilizando o canal para dar mais visibilidade à marca e incrementar as vendas. Mas será que investir nesta tendência também vale a pena para os pequenos negócios?

Depositphotos.com/Andrey_Kuzmin O comércio eletrônico pode ser explorado por pequenas empresas como base de inovação e alternativa para conquistar novos clientes.

As infinitas oportunidades oferecidas no mundo virtual fazem do comércio eletrônico uma boa aposta para qualquer tipo de negócio, dos gigantes do varejo aos pequenos empreendimentos de nicho. Este espaço democrático pode ser utilizado por pequenas empresas como base de inovação e alternativa para conquistar novos clientes, proporcionando inúmeros benefícios aos empreendedores.

Além de ampliar o alcance dos negócios, as lojas virtuais apresentam outras vantagens em relação às lojas físicas. Por não necessitarem de um espaço físico estruturado, eliminam diversos custos fixos, como aluguel, contas de água e luz, gerando uma economia que faz a diferença, principalmente em pequenos empreendimentos.

Mesmo com estes pontos positivos, muitos lojistas temem em expandir seus negócios para a plataforma virtual devido à grande concorrência. Essa, porém, não deve ser uma preocupação para estes empreendedores. A grande vantagem desta plataforma é exatamente sua capacidade de oferecer oportunidades iguais a todos os empresários que decidem expor seus produtos na web. O que deve, sim, ser levado em conta antes deste investimento, é o planejamento estratégico do projeto, que, como já mostramos aqui no blog, inclui diversos detalhes, como análise do mercado, a definição da plataforma, logística e plano de marketing.

Ter uma loja virtual não é a mesma coisa que manter uma física, já que as mudanças no ambiente online são mais rápidas e dinâmicas do que no mundo real. Por isso o planejamento minucioso e acompanhamento constante dessas mudanças é tão importante. A seguir apresentamos os principais fatores de fracasso no comércio eletrônico. Eles devem ser levados em consideração na hora de planejar o empreendimento.

  •  A escolha de plataformas de tecnologia limitada, levando em consideração apenas seu baixo custo. Uma plataforma completa fará toda a diferença na sua loja. Na hora de escolhê-la, procure por empresas com experiência expressiva na área.
  • Falta de pesquisa e análise da concorrência. Conhecer o mercado é fundamental em qualquer empreendimento. Na web, para evitar a “briga” com os grandes, a melhor opção é definir um nicho de mercado e oferecer produtos diferenciados com preço competitivo.
  • Subestimar a importância do atendimento, destinando poucos recursos para a área. Um atendimento de qualidade, ágil e prestativo, é fundamental para garantir a satisfação do cliente com os serviços e é a principal estratégia para a fidelização de cientes.
  • Logística mal estruturada. Quem compra pela internet espera agilidade nos serviços de entrega. Invista em um sistema completo de logística, que inclua controle de estoque, escolha de serviços de transporte, cuidados com a proteção do produto e informações claras sobre as opções de envio.

 

Internet Innovation

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *