Os profissionais de SEO já estão acostumados a lidar com as frequentes alterações no algoritmo de pesquisa do Google. Periodicamente, o serviço de busca mais utilizado da internet altera alguns de seus próprios parâmetros de posicionamento com o intuito de cumprir a tarefa de fornecer as respostas mais relevantes às consultas dos usuários, da forma mais rápida possível.

De maneira mais ampla, praticamente toda internet é afetada por essas alterações e é por isso que os profissionais especializados em SEO devem estar em dia com relação às principais delas. Saber a data em que cada uma dessas mudanças passou a vigorar pode ajudar o profissional a estabelecer uma relação entre as mudanças do algoritmo e as alterações de posicionamento de uma página no ranking de resultados de pesquisa.

Sites especializados em SEO especulam que cerca de 500 a 600 modificações de algoritmo sejam realizadas somente dentro do período de um ano. O principal objetivo com essas mudanças é promover conteúdos e filtrar páginas que não cumprem com os requisitos de qualidade do Google.

Principais atualizações de algoritmo deste ano

Mudanças de Algoritmo do Google em 2012Aliás, o Google vem atuando de maneira sistemática para conter práticas consideradas abusivas e vem fazendo isso intensificando o ritmo de suas atualizações no algoritmo de busca. Este ano foi a vez do Penguin entrar em ação para combater as práticas de linkspam e keyword stuffing. A grande novidade a respeito dessa atualização é o fato de ela ter alterando, de forma drástica, o posicionamento de algumas páginas, tendo sido implementada simultaneamente em todas as línguas no dia 24 de abril.

Mas essa não foi a primeira mudança significativa no algoritmo de pesquisa realizada este ano. No dia 27 de fevereiro, o Google colocou em funcionamento entre outras modificações, uma atualização conhecida pelo codinome Venice, que fez com que seu algoritmo, a partir de então, passasse a dar maior relevância aos resultados locais de pesquisa. Dessa forma, resultados de pesquisa fisicamente próximos ao usuário passaram a ser incluídos nas páginas de resultado, mesmo sem que o próprio usuário mencionasse o local desejado junto ao termo pesquisado. Isso tornou especialmente vantajosa a pesquisa por oportunidades locais de negócios e serviços.

No dia 10 de agosto, em mais uma mudança de algoritmo, o Google passou a penalizar os sites que por repetidas vezes foram apontados por violações de direitos autorais. De certa forma, o serviço de busca passou a levar mais em conta os pedidos de remoção feitos por empresas e usuários aos sites acusados de estarem distribuindo conteúdo pirateado. O Google parece ter atendido aqui às inúmeras manifestações vindas da indústria do entretenimento norte-americano, já que durante muito tempo o site vinha sendo alvo de críticas por sustentar em meio aos seus resultados de pesquisa websites com conteúdo pirateado. Essa atualização ficou conhecida pelo codinome DMCA, sigla que identifica a legislação de direitos autorais em vigor nos EUA.

Outra importante modificação de algoritmo feita em 14 de agosto está relacionada às pesquisas que apresentam sitelinks nas SERPs. Sitelinks são múltiplos resultados de pesquisa atribuídos a um site e exibidos com a finalidade de facilitar a navegação do usuário. O próprio Google é quem atribui esses links por meio de um processo algorítmico e somente algumas páginas são beneficiadas com este recurso.

A mudança realizada aqui fez com que as páginas com sitelinks passassem a exibir somente sete resultados de pesquisa, ao invés dos dez habituais. Isso sem considerarmos imagens, produtos e notícias relacionadas, que também podem ser exibidos.

A inovação é tida como controversa entre os especialistas, já que abre a possibilidade para que alguns sites obtenham o “domínio” das SERPs mais facilmente. O domínio nessa situação pode ser obtido quando todos os resultados exibidos na SERP estiverem estritamente relacionados ao termo pesquisado.

Internet Innovation

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *