Quando se fala em mídias sociais, logo pensamos nas redes mais populares e em evidência como Facebook, Twitter, LinkedIn e Instagram. Porém, nessa nova tendência, existe uma modalidade que vem crescendo e ganhando destaque no mundo dos negócios: as redes sociais de nicho.

Depositphotos.com/andresr As redes sociais de nicho reúnem um público segmentado com interesses em comum.

Essas redes são espaços especializados em determinado assunto que reúnem um público segmentado. Neste universo de nicho, enfatizam-se os interesses em comum entre os usuários. Nele, os temas são variados e as possibilidades infinitas, desde profissionais – programadores, designers, comunicadores – a amantes de quadrinhos e de moda.

Para empresas, principalmente de pequeno porte, as mídias sociais de nicho são ótimas alternativas, já que oferecem a possibilidade de trabalhar uma comunicação segmentada, criando um diálogo direto e eficaz com os usuários da marca. Desta forma, diminui-se o caminho que a mensagem percorre até o receptor, aumentando seu poder de engajamento, participação e persuasão.

Essa abordagem também pode ser utilizada como estratégia para captação de clientes com CPL menor. O custo por lead (CPL) é o valor pago em uma conversão definida previamente. Por ser um volume menor de consumidores, torna-se mais fácil impactá-los e influenciá-los.

Outro ponto interessante das redes de nicho é o seu perfil “criativo” e dinâmico. Nelas, os usuários costumam promover discussões que geram boas ideias e soluções que podem ser incorporadas pelas empresas em seus produtos e serviços.

Além disso, oferecem a possibilidade de desenvolver ações mais dirigidas e conectadas às necessidades do público, recursos específicos para melhorar o relacionamento com os usuários e, muitas vezes, a oportunidade de estender as relações para o meio offline, programando reuniões e eventos com os participantes.

 

Internet Innovation

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *