O surgimento de novas formas de interação nos canais de social media tem promovido significativas mudanças no comportamento de consumidores. A TV, de forma mais lenta também começou a tomar parte nessa mudança. Junto dos tablets e smartphones, ela vem alterando o modo de como nós nos relacionamos com a programação. Essa interação é a chamada Social TV e que promete trazer um novo mundo de possibilidades para o marketing digital multiplataforma.

Bem, se você ainda tinha alguma dúvida se a internet algum dia mataria a televisão, esqueça. Elas acabam de se tornar melhores amigas. Por aqui isso se tornou bastante visível em 2012 com a novela Avenida Brasil. Durante a sua exibição podíamos acompanhar uma verdadeira enxurrada de postagens nas redes sociais a respeito da trama e dos personagens. Pela primeira vez um número tão grande de espectadores pôde ser observado interagindo com a programação.

Depositphotos.com/coolfonk A integração destas plataformas oferece inúmeras oportunidades para o marketing digital.

Ao mesmo tempo em que assistimos a novela ou qualquer outro conteúdo de televisão, usamos nossos dispositivos para interagir nas redes sociais. Compartilhamos opiniões e eventualmente vamos nos referir àquilo que mais nos agrada. Estamos falando de uma audiência de televisão cada vez mais conectada, que utiliza simultaneamente seus dispositivos móveis enquanto fica ligada na programação da TV. O resultado é o engajamento quase instantâneo. O aparecimento da chamada segunda tela de tablets e smartphones é uma das principais características da Social TV e promete enriquecer ainda mais a experiência de assistir televisão.

Para se ter uma ideia, um estudo publicado pela empresa de pesquisas Nielsen identificou que em torno de 80% dos donos tablets e smartphones nos EUA e no Reino Unido já estão acostumados a assistir televisão com seus dispositivos em mãos. Telespectadores desses dois países são respectivamente os que mais estão integrados. Com smartphones, os americanos lideram com 88% e os britânicos com 80%. Já com os tablets esse número vai a 86% nos EUA e 78% no Reino Unido. Segundo esse mesmo estudo, cerca de um quarto desses usuários utiliza seus dispositivos móveis enquanto assiste TV mais de uma vez ao dia.

A capacidade de gerar buzz é outro aspecto da Social TV que passará a ser cada vez mais valorizado. Tanto que em dezembro a própria Nielsen anunciou uma pareceria com o Twitter para a criação do Nielsen Twitter TV Rating, um indicador para monitorar o engajamento da audiência de programas de televisão na rede social.

O surgimento de aplicativos e redes sociais capazes de se integrar ao conteúdo de televisão é outro ponto da Social TV que passaremos a observar com mais frequência. Um exemplo disso é o GetGlue, uma rede social para dispositivos móveis que possibilita aos usuários darem “check-ins” em filmes, séries de TV, shows e eventos esportivos. Suas funcionalidades permitem que o usuário compartilhe com amigos aquilo que está assistindo, conduza discussões, obtenha recomendações e acompanhe os horários de exibição dos programas na TV. Além disso, incorpora o conceito dos Likes vindos do Facebook.

No GetGlue, após efetuar alguns check-ins na rede social ou executar outras ações, os usuários recebem stickers (adesivos) relacionados às suas conquistas. O usuário pode requisitar o envio gratuito pelo correio dos stickers conquistados em formato físico, mas somente 20 de cada vez. O aplicativo conta com três milhões de usuários e pode ser baixado nas plataformas iOS e Android.

O site Mashable divulgou a lista com os filmes e as séries da televisão americana com os fãs mais engajados no GetGlue em 2012. Você pode conferir a lista completa acessando o link.

Descubra mais sobre a Social TV e sua relação direta com as redes sociais no curso de social media da Internet Innovation. Se você quiser, interaja conosco e sugira outros tópicos sobre o assunto.

Internet Innovation

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *