Dentro do marketing digital temos uma grande lista de opções de mídia online. São através das mídias que é possível a disseminação de qualquer conteúdo, seja ele pago ou gratuito, exclusivo ou compartilhado.

Depositphotos.com/yupiramos São diversos os formatos de mídias que podem ser utilizadas para a divulgação de empresas, produtos e serviços.

Como a grande maioria de veículos, o sustento desses canais provem de publicidade e propaganda.

Portanto, superficialmente, as mídias online são espaços na internet disponíveis para promoção de empresas, produtos, serviços e/ou campanhas.

Desde o surgimento da internet, diversos formatos e tecnologias foram e continuam sendo usadas. O exemplo mais clássico de mídia online são os banners em sites. Eles começaram bem semelhantes a um anúncio de revista: apenas uma imagem estática em alguma parte da página.

Com o tempo e tecnologia, surgiram os banners animados de diversos tamanhos (cabe aí o site especificar os tamanhos, mas normalmente seguem um padrão 300×250 pixels) e depois banners flutuantes (que aparecem por cima do conteúdo principal da página, esses podem fugir dos formatos retangulares, possuindo cortes específicos). Alguns têm até a opção de reprodução automática de vídeo e som. Outro formato de banner bem comum e clássico são as tarjas no topo do site que medem 468×60 pixels.

A partir desse pensamento é possível comercializar, na internet, praticamente qualquer tipo de espaço para uma imensidão de veículos existentes (sites, blogs, portais, redes sociais).

O mercado de mídia online vem se fortalecendo cada vez mais nos últimos 10 anos. Para se ter uma ideia, o portal Terra recebeu, apenas do setor público brasileiro, R$ 9,8 milhões em mídias online. No total de gastos públicos em 2012, somente em mídias online foram gastos R$ 95,6 milhões, um aumento de sete milhões em relação a 2011.

Hoje existem sites especializados em intermediar veículos online e anunciantes, papel que era praticamente exclusivo à agências de publicidade anteriormente. A Boo-box, a Lomadee e a adTangerine são apenas algumas dessas plataformas que oferecem aos anunciantes sites para anunciar e também, oferecem aos donos de sites, produtores de conteúdo e perfis influenciadores a oportunidade de receber esses anunciantes. Esses sites, automaticamente, oferecem uma gama de mídias online para serem negociadas e implementadas em sites e blogs.

Hoje em dia, códigos especiais inseridos nos sites possibilitam a atualização automática de banners. Isso é uma grande vantagem para quem é veículo, pois não é necessário o gerenciamento dessas veiculações. A troca e a quantidade de tempo e cliques são feitos por essas plataformas, que geram relatórios completos para o anunciante.

Além de inúmeras formas e formatos de banners, é possível negociar também conteúdos editoriais, os chamados Publieditoral ou Posts Patrocinados. Nada mais é do que uma notícia ou conteúdo publicado como se fosse o editor do site, sem muitos apelos característicos de propagandas e com adaptação para a linguagem utilizada no site. Eles normalmente, por códigos de ética, aparecem identificados como tais.

Troca de links e buttons também são bastante comuns. São áreas específicas dentro do site para parceiros. Essas seções são fixas e sempre possuem uma lista com link para outro site.

Patrocinar uma seção também é possível, assim como oferecer brindes de uma empresa para um sorteio exclusivo em um determinado site. Essas estratégias já ficam de fora dos padrões comuns. Elas necessitam de um contato e um acordo entre as partes.

É importante, dentro de qualquer site que esteja desenvolvendo, sempre deixar, em um local de fácil acesso, informações para contatos publicitários. Grandes portais até disponibilizam uma tabela geral de formatos disponíveis e seu custo. Isso não é uma regra, portanto não é necessário você divulgar tão abertamente essa informação. Mas tenha, de prontidão, um mídia kit para enviar em resposta a um e-mail de contato que você possa receber.

Mídia kits são apresentações (normalmente em Power Point ou PDF) sobre determinado site. Nele devem estar inclusas algumas seções como: introdução e descrição sobre o que é o site e sobre o que ele fala, quais são os editoriais e alguns exemplos, quais são os formatos publicitários disponíveis, custos de cada um, clientes que já anunciaram, e, se for o caso, informações extras que gostaria de passar aos anunciantes.

Em redes sociais, como o Facebook, Twitter e Youtube, é possível ter uma série de formatos de mídia para atingir seu público-alvo. São histórias patrocinadas, posts promovidos, comerciais antes de começar vídeos, etc.

Internet Innovation

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *