Como a convergência midiática pode impactar o marketing

O uso da convergência midiática chegou para mudar a maneira de se relacionar entre o marketing digital e os clientes. Saiba mais!

 

A cultura de convergência midiática consiste em unir antigas e novas mídias para estimular a imaginação dos clientes, levando eles a serem parte do universo que está sendo apresentado. Essa estratégia aplica um novo olhar para o marketing e os relacionamentos entre empresas e clientes.

 

A convergência midiática pode estar presente nos mais diversos meios, indo de indústrias cinematográficas e televisivas até a competições esportivas e o mercado de seguros, destacando as melhores seguradoras do país. Mas, como funciona?

 

Entenda como a convergência midiática funciona e seu impacto no marketing.

A Cultura da Convergência

O conceito de convergência foi estabelecido por Henry Jenkins e apresentado em seu livro Cultura da Convergência. Ele define o termo como uma palavra que explicita as mudanças tecnológicas, culturais, industriais e sociais que permeiam o mundo midiático na cultura. Ou seja, é a divulgação de conteúdos em diferentes plataformas de mídia de maneira fluída e orgânica.

 

E vale ressaltar que isso é um processo feito a cada interação entre o produtor de conteúdo e o consumidor que está do outro lado da tela. A convergência não é algo fixo, mas ela se molda a cada avanço da tecnologia e dos meios de consumo. Grandes exemplos dessa técnica são as franquias de filmes e os canais de streaming.

 

O Universo de Harry Potter, por exemplo, que teve início em uma outra era digital, se adaptou aos novos meios e apresenta aos seus telespectadores diferentes enlaces entre as histórias contadas, sendo possível embarcar no mundo bruxo através de jogos de videogame e em smartphones.

 

Ainda nesse universo das telonas, a Marvel consegue captar seus fãs fazendo que todos os filmes e séries tenham alguma ligação, por mais distante que ela possa parecer. São dicas e cenários que remetem a outra obra, cenas pós-créditos divulgando a nova etapa do universo e criação de séries, para explicar de maneira mais detalhada os pormenores.

 

Já os streamings, que cada vez mais se expandem, usam de conteúdos já conhecidos e queridos pelos seus usuários para apresentar novas produções. Além disso, a interação com os perfis em redes sociais se torna mais próxima, trazendo o cliente para perto da marca, vendo-a como uma amiga virtual.

O impacto da convergência midiática no marketing

Com o que é a convergência midiática em mente, se torna mais fácil apresentar os impactos dela no marketing de maneira geral. Por isso, é importante ressaltar que o maior ponto atingido é a maneira de se fazer marketing.

 

Com a convergência midiática, o modo de se fazer marketing muda. Não é mais possível utilizar dos tradicionais formatos para chegar até o cliente, ele quer mais e quer ser respeitado em suas escolhas. Por isso, a cultura participativa cresce de maneira exponencial.

 

É preciso levar em conta o que o público quer e precisa para aplicar as estratégias de marketing. Seja na forma de comunicação, na rede social a ser usada e até mesmo em posicionamentos diante de acontecimentos históricos. Entender o que o consumidor busca é o primeiro ponto para fazer o novo marketing.

 

Outro impacto que está presente no marketing é a maneira de utilizar dos meios midiáticos para realizar a convergência e, nesse ponto, é fundamental que a percepção do cliente seja ressaltada. É possível, por exemplo, apresentar um mesmo conteúdo a partir de perspectivas diferentes, de acordo com cada meio escolhido para o marketing.

 

Dessa forma, o produto ganha amplitude, sendo mais variável e passível de crescimento, mesmo que seja por parte dos próprios usuários. O outro modo é utilizar diferentes meios para espalhar a mesma mensagem.

 

Nesses dois formatos é importante se atentar para o público que consome o marketing oferecido em cada plataforma. Existem casos em que ele pode ser homogêneo e utilizar a mesma linguagem em todos os meios é a melhor opção. Mas, quando o público muda de acordo com a ferramenta utilizada, é preciso se adaptar para os casos de maneira específica.

 

Assim, é fundamental que o marketing e a cultura de convergência caminhem lado a lado, respeitando as mudanças que ocorrem na sociedade e na forma de consumo. A convergência é um processo, e como todo processo precisa ser acompanhado a cada passo.

 

Por: Jeniffer Elaina, do site SeguroAuto.org.

 

Open chat