Na primeira parte, vimos as primeiras cinco dicas, que abordaram headlines, formatação, palavras, imagens e compartilhamento inteligente. Agora, vejamos as cinco restantes.

***

6. A toda-poderosa #hashtag

Twitter e Facebook nos acostumarAM com as hashtags, mas o Google+ as usa de forma totalmente diferente para organizar e recomendar conteúdo.

O Google usa hashtags e análise semântica para criar relações entre os tópicos. Por exemplo, considere essa busca de hahstag para #linkbuilding. Observe os tópicos relacionados que o Google associa com link building:

Essas associações não são aleatórias. Na verdade, Mark Traphagen demonstra como você pode ensinar ao Google essas relações ao taguear os seus próprios posts.

Por padrão, o Google geralmente adiciona hashtags automaticamente a qualquer post com texto suficiente. A melhor prática é adicionar as suas próprias hashtags, que sejam importantes para você, no final ou no corpo de cada post.

7. Encontre os links follow

O link follow no Google+ endoidou.

Quando o Google+ nasceu, era uma abundância de links, e ELE visto como um paraíso de SEO. Desde então, o Google tem passado a maioria da equidade de links follow com nofollow, que não passam equidade para o link. Isso inclui links de perfis, “contribuidores” e URLs compartilhadas.

Há uma exceção. +1 públicos continuam como follow.

Por enquanto, sempre que um visitante clica no +1 para o seu conteúdo, e não o compartilha, isso resulta em um link follow, desde que o +1 tenha sido “público”.

Isso pode ser apenas um lapso, ou o Google pode remover esses links follow em breve.

Enquanto o valor do +1 para SEO tem sido super debatido, essa provavelmente é a última forma que um +1 passa equidade a um link.

8. Amplifique os comentários do Google+

Eu estou meio que apaixonado pelo sistema de comentários do Google+.

Assim como o plugin de comentários do Facebook, você pode embedar os comentários do Google+ no seu site. O que faz com que isso seja algo sensacional é que quando um leitor comenta, ele recebe a opção de compartilhar o post com seus amigos no Google+.

Isso realmente pode amplificar o engajamento entre esses usuários e seus seguidores.

Oficialmente, os comentários do Google+ são suportados apenas na plataforma de blog do Google, Blogger. Mas, felizmente, algumas pessoas legais já desenvolveram inúmeros plug-ins e soluções para WordPress, Drupal, e mais.

9. +Post Ads: o futuro do engajamento social?

Os +Posts Ads do Google+ possuem uma premissa interessante: pegue os seus melhores posts do Google+ e os transforme em anúncios que aparecerão em toda a rede de anúncios do Google.

Isso expõe o seu post para muito mais pessoas, gente que provavelmente não teria interagido com sua marca apenas no Google+. Essa interação leva a mais compartilhamentos, e isso continua depois que a promoção paga acabou.

Por exemplo, se você é um fabricante de automóveis, pode ter que fazer com que seus posts no Google+ apareçam em sites de peças automotivas.

Apesar de ainda ser novo, o +Post Ads oferece uma oportunidade única de atrair consumidores em diferentes estágios do ciclo de compra, e depois mantê-los engajados pelas redes sociais.

E mesmo sem ter ainda um julgamento final para o +Post Ads, ainda vai levar um tempo para que os marqueteiros entendam como realmente tirar vantagem desse canal.

10. Posts interativos

Posts interativos no Google+ permitem que você personalize totalmente como seu conteúdo é compartilhado, ao mesmo tempo em que você consegue fazer com que sua audiência se comporte de forma específica.

O Google mantém uma lista impressionante de ações que você pode utilizar de forma automática nos seus posts. Ela inclui:

  • Assista a um vídeo
  • Assine a newsletter
  • Reserve uma mesa em um restaurante
  • Abra um app
  • E mais umas 100 outras.

Mike Arnesen escreveu um bom overview para que você comece a usar os posts interativos, ou você pode ler mais também no Google Developers blog.

Construindo sua influência

O Google+ não é tanto uma plataforma de mídia social como Twitter e Facebook, mas muito mais uma plataforma de identidade que trabalha com o Google para se conectar em todos os nossos dispositivos e serviços web.

Isso significa que enquanto site como Facebook e Twitter ainda podem levar tráfego para o seu site, o Google+ é tão integrado com tantas plataformas que ele possui muito mais oportunidades de ir ao encontro dos seus visitantes potenciais. Empresas que estão construindo sua base de audiência hoje irão, potencialmente, se posicionar para coletar recompensas maiores no futuro.

Você recebe tráfego via Google+ em seus sites? Isso é parte da sua estratégia social? Conte-nos mais nos comentários!

***

Este artigo é uma republicação feita com permissão. Moz não tem qualquer afiliação com este site. O original está em http://moz.com/blog/google-plus-tips-seo

Fonte iMasters

Internet Innovation

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *