Branding digital: por que é importante nas estratégias de marketing digital?

O branding digital é uma estratégia que pode facilitar o reconhecimento da marca e trazer mais consumidores ao negócio.

Fonte: https://c.pxhere.com/images/de/97/4f64449b8f51849c864a09edc287-1436185.jpg!d

 

Essa é a importância do branding digital: fazer a gestão da marca na internet e garantir que ela seja conhecida e bem-vista pelos usuários.

Com a gestão correta, bem planejada e executada, uma marca conquista autoridade, audiência e vendas.

Para o branding, é preciso definir, por exemplo, a identidade da marca. Com ela, os usuários terão mais facilidade de reconhecer o negócio.

Então, é preciso definir uma logomarca, paleta de cores, fontes, assinaturas e outros aspectos do design da marca. Com um manual de estilos e de aplicações, será mais simples manter a identidade visual do negócio em qualquer que seja a circunstância.

Mas há outros modos de trabalhar ainda o branding na internet. Veja a seguir!

4 dicas para fazer um branding digital eficaz (e a importância de cada uma)

  1. Criação de site

O primeiro passo para fazer o branding digital é criar um site para a marca que você vai promover. Um site bem trabalhado é uma grande oportunidade de apresentar a visão e objetivos do negócio, o que ele oferece, tom de voz, aspectos visuais e mais.

No site, é importante garantir que o design e o texto apresentados combinem com a proposta da empresa.

Para um resultado mais atrativo, é interessante, sempre que possível, contar com uma equipe especializada no assunto. Com o design e programação profissionais, o portal tende a ficar pronto mais rápido e com todo o necessário. Inclusive com configuração para se adaptar corretamente a diferentes tamanhos de tela.

Além do visual e informações, o site deverá ser pensado como atrativo para o Google. Ou seja, sua programação e palavras-chave deverão chamar a atenção do mecanismo de busca para o portal. Assim, o site vai aparecer com mais facilidade nos resultados de busca, atraindo visitantes.

  1. Voz da marca

Outra etapa importante para o branding digital é estabelecer a voz da marca. Ou seja, como ela vai se portar, como ela vai conversar com o público. Isso tanto no site e, principalmente, em suas redes sociais.

A Netflix, por exemplo. Em suas redes sociais, como no Twitter e no Instagram, a marca assume uma voz mais descontraída, o tom de uma adolescente entre 16 e 19 anos, mais ou menos. Com essa abordagem e seus conteúdos, a marca garante grande engajamento com seu público.

Para definir a voz da marca, será preciso pensar no público-alvo da empresa. Como ele se comporta? Como gostaria de ser tratado, de receber informações? Com esse aspecto bem compreendido, será mais simples escolher uma persona da sua voz, o tom que ela deverá assumir para alcançar quem a marca deseja.

  1. Conteúdos digitais

É sempre interessante produzir conteúdo, e nos meios digitais eles podem ser mais diversos. A marca pode, por exemplo, produzir vídeos, imagens, artigos para inbound marketing, conteúdos para redes sociais e mais.

De novo, o conteúdo ideal precisa ser pensado, confirmar o público da marca e o que ele espera receber.

A ideia principal da produção de conteúdo é entregar algo que tenha valor ao usuário, informações que serão úteis ou divertidas. E a partir daí, a marca conseguirá atrair seu público para compra.

Um site que fala sobre seguro para carros, por exemplo, pode escrever artigos sobre o assunto, como escolher o melhor seguro, quais as opções de seguro auto barato que o mercado oferece e seguradoras confiáveis. Com um material bem produzido, o portal vai aparecer nos resultados do Google, atraindo o público.

A partir daí, a marca terá a chance de “vender” para o usuário, sugerindo uma cotação ou a contratação de um seguro barato específico. E esse ganho terá nascido da produção de conteúdo como estratégia para o branding digital.

  1. Newsletters

Como citado, o branding é uma forma de construir e reafirmar uma marca perante os usuários. Enviar newsletters é um modo que pode servir muito bem para essa reafirmação.

Por meio de uma newsletter, é possível colocar na caixa de e-mail do usuário conteúdos de valor e ofertas que vão atraí-lo. Isso sem deixar de lado o tom de voz e proposta que o consumidor já conhece sobre a empresa.

Para ter bons resultados com essa estratégia, é interessante investir em conteúdos personalizados segundo a etapa de compra do indivíduo. Ter uma newsletter com belo design e que trabalhe palavras-chave e títulos atrativos são outros pontos essenciais.

Independentemente da etapa ou estratégia de branding marketing, é sempre importante fazer um bom planejamento. Assim, será mais simples colocar as ideias em prática e de modo consistente, para que os resultados venham mais rápidos e com mais benefícios à marca.

Texto por: Jeniffer Elaina (formada em Marketing, Gestão de Seguros e com pós em ADM)

 
Open chat