O Facebook anunciou um crescimento de receita de 51,7% no quarto trimestre de 2015, acima das previsões dos especialistas. A receita da companhia chegou a US$ 5,84 bilhões ante US$ 3,85 bilhões no mesmo período de 2014. Com o anúncio dos resultados, realizado na tarde de ontem, as ações da empresa registraram alta de 7,5%.

De acordo com o Facebook, o número de usuários ativos por mês da rede social chegou a 1,59 bilhão de pessoas em todo o mundo em 31 de dezembro de 2015. Isso representa um crescimento de 14% em relação ao mesmo período do ano anterior. A empresa afirmou que 1,44 bilhão de pessoas acessam a rede social por meio de dispositivos móveis, como smartphones e tablets – crescimento de 21% em relação ao ano passado.

Os analistas esperavam que a companhia reportasse 1,58 bilhão de usuários ativos por mês, com 1,43 bilhão de pessoas acessando a rede social por meio de aplicativos móveis. As previsões foram divulgadas pela consultoria norte-americana FactSet StreetAccount.

De acordo com o Facebook, os anúncios para dispositivos móveis representaram 80% de toda a receita obtida pela empresa no quarto trimestre de 2015, ante 69% do faturamento no ano passado. “É um crescimento muito mais forte do que imaginávamos”, disse o analista da consultoria Evercore ISI, Ken Sena. O resultado líquido dos acionistas chegou a US$ 1,56 bilhão, ou US$ 0,54 por ação, nos três meses encerrados em 31 de dezembro de 2015. No mesmo período de 2014, o valor era de US$ 696 milhões ou US$ 0,25 por ação.

A empresa ganhou US$ 0,79 por ação no período. Segundo analistas, a expectativa era de que a empresa chegasse a rendimentos de US$ 0,68 por ação e receita de US$ 5,37 bilhões, de acordo com sondagem da Reuters.

“É fenomenal que eles estejam acelerando a este nível de crescimento”, disse o analista da MKM Partners, Rob Sanderson. “Eu não acredito que eles sejam pressionados a monetizar seus outros serviços em breve, porque seu negócio principal está bastante forte.”

Apostas. Além de focar em dispositivos móveis, o Facebook está apostando em óculos de realidade virtual, inteligência artificial e drones para conectar áreas remotas à internet. Em janeiro, a empresa iniciou a pré-venda do Oculus Rift nos EUA.

O fundador e presidente executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, retornou nesta semana de sua licença-paternidade. Em 2015, ele afirmou que os óculos de realidade virtual serão a “próxima grande plataforma computacional”.

Com informações do Blog Estadão.

Fabio

One thought on “Receita do Facebook cresce 52% para US$ 5,84 bi no 4º trimestre

  1. Ricardo says:

    Incrível, podemos dizer que o Facebook se tornou um fenômeno. É uma ferramenta que demanda bons profissionais, portanto estimula a economia, além de oferecer benefícios para as empresas que fazem o uso e Agências de Marketing Digital. Pois é, esta marca ultrapassou a petrolífera, sendo agora a 4ª no ranking mundial. Legal vocês abordarem esse assunto ; )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *